Foto Colunista

POR Bárbara Hellen

Sem milagres

Colunas / 30.10.17

Em meio ao bombardeio de informações que recebemos nas redes sociais, destacava-se uma notícia que afirmava que o sal do Himalaia, mais conhecido como sal rosa, não possuía tantos benefícios a mais quanto se imaginava. Óbvio que não demorou muito para as revistas especializadas detalhassem o assunto. Uma delas foi a Boa Forma, que entrevistou o nutrólogo Celso Cukier. Em sua explicação, ele afirmava que “o sal rosa contém mais minerais que o branco, mas não o suficiente para oferecer tais benefícios. Isso porque a concentração é baixa e para fazer uma real diferença no funcionamento do organismo seria preciso ingerir altas doses de sal, o que geraria um consumo exagerado de sódio”.

Ultrapassando o dilema do sal, não existe milagre para uma vida saudável.  O sal rosa, com ou sem benefícios, é só um exemplo de alimento que colocamos como “ideal” e que, na verdade, não necessariamente é. Mais uma vez a verdade fica clara: legítimo é manter uma vida equilibrada sem exageros de alimentos – nem dos “bons” e nem dos “ruins”.

As informações e a experiência já nos ensinaram que nada em excesso é bom. Sabemos disso. Mas é preciso de treino para transformar esse clichê em atitude.

Desmistificar a forma como você leva a sua nutrição é saudável e necessário. Descubra seu paladar ao experimentar outras marcas, outros sabores… Até retornar para sabores antigos, uma vez proibidos. É tomar, por uma semana, café com leite em paz – por puro prazer. É comprar o prático, como um peito de frango, mas também o gostoso (aquela coxinha delícia). É se permitir comer uma panela de brigadeiro no fim de semana.

Aos olhos de quem leva o plano alimentar como um regime, pode parecer que isso tudo não é saudável. Mas tudo depende do seu ponto de vista. No meu, saúde é manter a vida equilibrada em todos os sentidos. Em um dia mais ou menos, é uma aposta certeira comer algo gostoso, como um brigadeiro, para te deixar feliz ou apenas te dar forças para continuar. Entretanto, se seu objetivo é emagrecer, não faz sentido comer brigadeiro todo dia.

Praticar que nenhum alimento é milagroso e nem maldição é entrar em um campo saudável, livre de compulsões e noias, onde é muito mais fácil emagrecer. Com consciência de quem somos e do que almejamos, poderemos enfim, com equilíbrio, sermos leves além da balança.

———————————————

A coluna Not Fitness, Just Happy problematiza o mundo fitness, questionando padrões e dietas que muitas vezes não levam a uma vida realmente saudável e sim a novas formas de compulsão alimentar. Acreditando que ser saudável não é necessariamente ser magro e sim ser feliz, vamos ajudar que você melhore seus hábitos sem radicalismo.

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com