Foto Colunista

POR Paoula Braid

Só mais uma vez

Colunistas / 01.11.16

Em minha opinião sempre tem alguém que sofre mais no fim de um relacionamento. O relacionamento raramente termina em consenso, porque as duas partes acreditam que chegou a hora de viver algo novo.

Alguém simplesmente não quer mais, descobre que a rotina já não adianta, que comer pizza e ver filmes aos domingos é monótono, que o sexo já não tem mais tanta graça como nos meses passados. Que você talvez, tenha perdido até aquele charme que fez ele se interessar. Agora, até o seu gato incomoda, sua mãe então, não preciso nem comentar.

Mas ainda existe uma coisa pior, pode aparecer uma 3ª pessoa, porque não existe nada mais doído do que terminar porque alguém caiu de para-quedas na tua história de amor – ou no que pelo menos você achava que era uma. Aí o relacionamento não termina “porque não dava mais certo”, e sim porque alguém fez isso acontecer.

E chega a hora de decidir, vamos deixar tudo pra lá e tentar mais uma vez?

E eu vou ser sincera, acredito em amores que precisam ser tomados até o ultimo gole, sem deixar mais nada no copo pra se arrepender depois.

Amores que precisam ser vividos do começo ao fim, sem “se” e “talvez”. Acredito em amores que precisam de uma segunda chance pra saber que nunca deveriam ter existido.

Afinal, é recomeçar de novo, sem precisar descobrir qual o prato preferido, que horas sai do trabalho, não precisar se preocupar se o signo combina, nem em como a mãe dele vai reagir quando te conhecer. Você já sabe o seu papel.

São promessas de traições que não irão se repetir, de grosseiras que não estarão mais presentes, você promete diminuir o ciúme doentio. Ele compra até uma caixinha de areia pro gato que ele tanto odiava.

Você realmente está apostando em alguém que conhece, são menos riscos.

Mas é bom lembrar que existe de quebra a falta da paixão do começo, o brilho nos olhos já desapareceu, a rotina pode voltar mais forte do que as outras vezes. E os defeitos não vão desaparecer só porque você tentou de novo, ainda é a mesma pessoa de antes.

E aí você percebe o porquê do tentar de novo, você sabe que fez sua parte, que tentou fazer diferente, e não é culpa sua ou do outro, é que simplesmente não era pra acontecer.

E como diz Martha Medeiros existem amores que precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo. É isso que libera a gente para ser feliz de novo.

____________

Paoula Braid, 25 anos, advogada em busca de um cargo público, morando em Brasília por motivos do coração e vivendo a sua maior aventura: o casamento.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com