Foto Colunista

POR Bruno Pereira

Rosa-espinho

Colunistas / 05.10.16

Solo duro e seco,
Infértil terra é dor.
Rocha é cortante e cinza e fere:
Nasce uma flor.

Rosa bela e sensível,
Em seu corpo toda a rispidez traz.
Marca profundo na pele,
Cicatrizes do amor.
Sua sevícia é prazer
Líquido, pois, vivificador
Machuca, cura e vive:
(Des)compassos, en-canta a dor.

Perfume suave e doce,
Cores vibrantes e níveas
Forma a mais verdadeira casta:
Morte e vida, antítese encarnada;
Poesia e música, nossa vida amada.

Canta a rosa ao príncipe,
Chora e seca e morre os (des)temperos do amor.
Luz, espíritos renascem, retornam e se reencontram,
Volta aos teus olhos mel
Um passado de outra vida,
Outra vida de agora.

Presente de tempestade, raios e fúria;
Arruína, destrói, pó e nada,
Reorganiza e muda toda uma estória,
História de toda vida.
Futuro preto não se vê.
Almeja-se a paz e o seu,
Restituindo-se a felicidade de outrora:
Era o amor, e não o poder e a força que fazia-os andar ao mundo,
mudo.

O amor, a terra e a rosa,
Ponto de partida;
O lugar onde alguma coisa começara
E nunca terminara.
Encontro-me na sua procura.
A presença o invadia.
Achamo-nos nesta gravura,
O amor recomeçara.

Rosa ama o seu espinho, impartível
O acúleo é fero amor.
Ama-te dia e noite
– Coração de sangue sangra,
Sorriso de dia brilha,
À noite a lágrima verte -,
Saudade, amado amante.

Sonho de um dia,
Como neste instante,
Entregar-me a ti e a vida
Como a rosa nesta lápide.
Sonhasse em sonho rouco,
Querer-te, menino moço.
Sonhasse viver a vida
como o bálsamo eterniza-se na rosa.
Sonhasse rosa, lírios, amor e teus olhos,
Tudo num só instante.
Acharmo-nos é a sorte.
Delirante, rosa-espinho,
Amo-te.

_____________

Bruno Pereira é carioca; 26 anos; virgem com ascendente em câncer e lua em libra; assino Bruno P.; beletrista pela UFRJ; pós-graduando em Literatura; professor; ator amador no palco da vida; modelo; penso bastante, falo às vezes, escrevo sempre: escrevedor, menos escritor.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com