Foto Colunista

POR Manoel Veloso

Precisamos falar sobre não precisar falar

Colunistas / 28.09.16

João gostava de alguém
Que alguém gostava de outrem.
E outrem gostava de fulaninho
Que não gostava de fulana,
Que traia sicrana,
E por aí vai.

Mas essa ciranda toda
Só se sabe porque alguém se meteu
Onde ninguém deveria
Onde ninguém foi chamado
Ou onde não lhe competia.

Essa triste mania
De achar que o quintal alheio é mais verde
Dá muito o que falar
Mas pouco constrói,
Em nada contribui,
Pouco favorece,
Nem fortalece.

Triste mania do ser humano
Que se autoafirma no erro alheio
Que cresce em cima das diferenças
Que zomba sem conhecer.
A verdade é que sempre achamos que conhecemos
Que estamos no direito
E que falamos para o bem.
“Meu conselhos? Os melhores.”
“Eu avisei.”
“Eu muito te avisei.”
“Eu previ tudo isso porque já vivi também.”
Ou porque já ouviu história parecida
Em algum momento da própria vida.

E por ter vivido
Ou somente ouvido
Cria padrões
Comportamentais,
Familiares e de relacionamentos.
E replica por aí,
Julga por aí,
Faz contas por aí.
Tento emoldurar tudo à força.
“Afinal ninguém sabe mais nada do que eu.”

Nesse mar de tantos eus,
Ninguém, de fato, ainda percebeu
Que, por ser exclusivamente seu,
Deveria somente consigo ficar.
Tudo bem, pode até querer gritar por aí.
Mas todos nós precisamos entender
Que tem coisas que não precisamos falar.
Que tem muita coisa,
Muita mesmo,
Que fica só com a gente.
Dentre segredos e frustrações,
Algumas histórias escutadas por aí também
Deveriam ficar guardadas.
Bem guardadinhas.

E mais
Se fulano precisar falar sobre fulana,
Ou sicrana quiser falar dela mesma,
Que pense,
Que fale,
Que abrace,
Que beije,
Que amaldiçoe,
Que bosteje.
O que, sinceramente, não vale
É não entender que da minha vida
Cuido eu
E não preciso tecer nenhum discurso.
E, no fim das contas,
O que realmente precisamos falar
É sobre não falar nada.
De vez em quando
O silêncio é o melhor dos discursos.

_____________

Manoel Veloso, mas ainda atrás de um plural – são muitas vidas dentro de um só. Dizem ter 22, mas pode ser 32 ou 60. Estudante de Direito da UFRJ, mas gosta mesmo é de Literatura. Sonha em estrelar um “Velozes e Furiosos”. Ousado, mas não o suficiente para declarar-se escritor.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

 

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com