Foto Colunista

POR Bárbara Hellen

Quando o amor escapa

Colunistas / 30.08.16

Não culpo os filmes de princesa da Disney que assistimos ao longo das nossas infâncias, mas sei que eles têm grande influência no ideal de família que muitas pessoas buscam na sua vida, e comigo não seria diferente.  Achava lindo quando uma família era composta por pais casados e filhos. Na minha ingenuidade, achar um companheiro que fosse perfeito para compor uma família perfeita, sem problemas e nem brigas, era o normal. Bastou crescer um pouco para perceber que esse ideal é vivenciado somente por pouquíssimas pessoas – não conheço nenhuma. E ao ver casais, símbolos desse ideal, se separando, sempre penso o quanto a realidade do outro nunca é tão diferente da nossa.

William Bonner e Fátima Bernardes durante muito tempo ilustraram o casal perfeito que formava uma família linda e bem sucedida, até que anunciaram que estavam em processo de separação. Não faz muito tempo que Lalá Rudge, uma blogueira conhecida por ser de uma das famílias mais tradicionais de São Paulo e que estampa uma vida perfeita, também anunciou que estava se separando do marido, com quem protagonizou um casamento dos sonhos – que começou desde o pedido (feito no Empire State, em Nova Iorque) ao dia do sim. E quem não se lembra da separação de Edson Celulari e Claudia Raia?

Todos esses casais (e muitos outros, anônimos ou não) enfrentaram desafios. Aceitar a personalidade do outro, dar aquela força quando o outro perde o emprego, quando o outro ganha aqueles quilos a mais. Aceitaram quando o parceiro já não estava tão feliz, seguraram a barra quando o amor da sua vida já não tinha tanto amor para dar. Enfrentaram uma antipatia pela família do outro e os desafios da vida de casado. Todos esses casais superaram muita coisa antes de optar pela separação. Superaram uma traição, uma palavra mal dita, uma palavra não dita. Ultrapassaram a falta de tempo, a falta de paciência e a falta de valorização.

Em meio a tantos obstáculos, não perceberam que o amor, aos poucos, escapa sem que possamos perceber. Foram corajosos suficiente para admitir que nada é definitivo e viram na separação uma porta. E tiveram coragem de sair. Mesmo com tantas ponderações e tentativas, tiveram coragem de buscar a sua felicidade ainda que para isso tivessem que abandonar o grande amor da sua vida. Quanta coragem de abandonar o que muitos consideram “certo” para buscar apenas ser feliz.

Acho bacana que hoje nós temos essa possibilidade. Em pensar que há um tempo, a fama, a religião e o status prenderia muitos desses casais em casamentos fracassados, somente para estar no padrão que a sociedade estipulou. Somente para estar em família – quando isso não necessariamente significa a melhor educação e muito menos bem-estar. Muitos falam que os relacionamentos estão cada vez mais líquidos. Talvez sim, mas acho também que a sociedade finalmente se conscientizou que há mais depois da eternidade de cada relacionamento.

____________

Bárbara Hellen é jornalista. Trabalha como editora-chefe do site BH e coordenadora de conteúdo do portal tvguara.com. Troca qualquer coisa por um bom livro ou um sábado na praia. Tagarela e cheia das opiniões, adora conversar sobre política e religião… Ou sobre qualquer outra coisa. Ama Fernando Pessoa e cai no clichê ao crer que sim, tudo vale a pena se a alma não é pequena.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com