Foto Colunista

POR Vitória Colvara

Descubra novos sabores

Colunistas / 11.01.16

O que falar sobre esse ano de 2016 que já começou com uma sexta-feira? E após um feriado prolongado, festas de natal, viagens de ano novo, visitas de família, eis que chega aquele momento de refletir sobre a vida, sobre as conquistas e descobertas que ainda temos para viver. E quer dia melhor para se refletir do que uma segunda-feira? Hoje não quero nada de postagens de “monday face” no Instagram seguidas de reclamações vazias.

Vamos aproveitar esse início de ano para estabelecer algumas metas, fazer algumas promessas, colocar nossa vida em ordem. Por mais simbólicas que sejam algumas atitudes, elas ainda produzem muito mais efeito do que simplesmente ficar de braços cruzados, reclamando que o feriado acabou, reclamando que o trabalho voltou, reclamando das promessas anteriores que não cumpriu ou reclamando do calor, da chuva, do vento, do mormaço…

Que tal se nós nos comprometermos a descobrir novos sabores, conhecer outros lugares, buscar novos conhecimentos, ler novos livros, assistir novos filmes, conviver com outras pessoas. E que tal começar essa descoberta dentro da nossa cozinha? Ou no horário de almoço do trabalho? Ou no jantar romântico? Ops! Ficou confuso? Calma que daqui a pouco eu explico…

Depois de assistir a excelentes documentários sobre o consumo de carne animal e ler bastante sobre o assunto, eu senti quase que uma obrigação ética e moral de compartilhar o pouco do que eu aprendi com vocês e que eu já considero de extrema importância. E pra começar, sem muito radicalismo, vou convidá-los a conhecer a campanha “segunda sem carne”, existente em 35 países, e de maneira clara e simples sugere que, pelo menos uma vez na semana, nós deixemos de lado todo e qualquer alimento de origem animal e descubramos novos sabores.

Aqui no Brasil a campanha é encabeçada pela Sociedade Vegetariana Brasileira que inclusive esteve presente em uma importante discussão que ocorreu em setembro do ano passado na Câmara dos Deputados e que, por estar em Brasília no período, eu tive a oportunidade e o privilégio de acompanhar. Em termos gerais, discutiam-se os benefícios do incentivo de adoção de uma dieta vegetariana em escala nacional, bem como os impactos da pecuária ostensiva tanto no meio ambiente quanto na saúde humana e em todos os aspectos da vida em sociedade.

Um dos pontos que mais me chamou atenção na discussão foi o apelo pelo Direito à Informação. Pouco ou quase nada sabemos a respeito da pecuária que movimenta a economia que em contrapartida movimenta a política. Propor mudanças de hábitos, lutar contra a criação de gado em larga escala ou apontar dados científicos acerca dessa atividade, com certeza, não é tarefa fácil, mas também não é assim tão impossível. A cada dia cresce o interesse da sociedade em consumir produtos orgânicos, em se preocupar com a origem e percurso dos alimentos que chegam à mesa. Muitos são os profissionais da saúde e demais áreas que defendem a adoção de uma dieta equilibrada com redução da carne animal. Poucas são as informações disponibilizadas à sociedade sobre esse assunto. Quer ver?

Você sabia que a pecuária é a principal ameaça ao equilíbrio dos ecossistemas? E que a cada segundo nossas florestas perdem o equivalente a um campo de futebol somente para criação de pasto? Sabia que por mais que você se esforce para passar menos tempo no banho ou escovando os dentes, ao comer 1kg de carne de vaca você está consumindo 15.500 litros de água? E por outro lado, se consumir a mesma quantidade de arroz, gasta apenas 2.300 litros desse bem tão precioso.

Você sabia que apenas 13% dos gases de efeito estufa são provenientes da queima de combustíveis fósseis pelos nossos meios de transporte contra 51% lançados na atmosfera pela criação de gado? E que a cada minuto, só nos EUA, são produzidos mais ou menos 3.5 milhões de quilos de excrementos de animais criados para comida?

Eu sou o tipo de pessoa que tem verdadeiro amor pela L I B E R D A D E… Eu acredito que seríamos criaturas muito mais evoluídas se fôssemos verdadeiramente livres, se pudéssemos expressar nossa opinião livremente, se tivéssemos o livre acesso às informações que julgamos importantes. E é justamente por prezar pela liberdade que eu não vou tentar, com esse texto, impor a quem quer que seja uma mudança radical de hábitos e de comportamento. Isso é apenas uma provocação que eu gostaria que me tivesse sido feita há muito tempo… Mas, nunca é tarde demais.

Se após essa leitura você virar vegano, terá meu todo o meu respeito. Se virar vegetariano, também terá meu respeito total. Se aderir à campanha e deixar de comer carne por um dia na semana, terá meu respeito. E se mesmo com todas essas informações, você continuar se considerando um ser “carnista” e quiser me convidar para um churrasco na piscina, PASME: você também terá o meu respeito.

Em primeiro lugar porque como já dizia meu pai, respeito é bom e todo mundo gosta. E em segundo lugar porque eu compreendo a complexidade existente por detrás de uma mudança radical na alimentação. Eu, por exemplo, embora tenha muitos amigos vegetarianos e inclusive uma prima pirralha de 13 anos que se impôs na família, ainda não me tornei uma. Mas já aderi à campanha segunda sem carne, já reduzi consideravelmente meu consumo de laticínios, já despertei minha curiosidade para novas receitas, novos sabores, novos restaurantes que ofereçam um cardápio vegetariano. Acreditem, é tudo DELÍCIA! Hoje eu tenho total interesse por esse assunto e estou sempre buscando novas informações, novos sabores. Se pelo menos essa curiosidade eu tiver despertado em vocês, já me sinto plenamente feliz.

Para saber mais, acesse: Cowspiracy, Segunda Sem Carne, SVB, Câmera Legislativa

______________

Vitoria Colvara tem 24 anos muito bem vividos. Apaixonada por viagens, crianças e livros. Advogada, professora de espanhol e kitesurfista, não necessariamente nessa ordem. Ambientalista de corpo, alma e coração.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Seja o primeiro a curtir.

Uma resposta para “Descubra novos sabores”

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com