Foto Colunista

POR Bárbara Hellen

Vida em sintonia

Colunistas / 06.10.15

Sabe quando parece que está dando tudo errado e as coisas já não estão mais funcionando? É o momento quando o nosso pico de crescimento para e temos uma queda bruta: e aí, mermão, haja espaço para acontecer tanta coisa ruim. Na contramão disso, há momentos nos quais nossa vida está completamente harmonizada na nossa própria frequência. Quando nossos objetivos se complementam e se ajudam. Quando tudo que se distancia nos deixa leve, quando recebemos mais feedbacks positivos que negativos…

Tomar as rédeas das nossas vidas tem disso: trocamos o que empata por coisas que agreguem. Sempre falo disso, me sinto até repetitiva, mas como é difícil abandonar o que não soma. E hoje falo mais especificamente de atitudes. É o perdão que insistimos que negar, é o horário que não cumprimos, a preguiça que insistimos em levar de lanche para o trabalho, a grosseria (mea culpa) à toa em momentos de estresse voltada para pessoas que pouco tem a ver com isso, a falta de determinação para cumprir tarefas.

Se já temos atitudes péssimas, provavelmente escolheremos metas que pouco podem nos acrescentar e que provavelmente não iremos atingir. Se tenho dificuldade de cumprir uma tarefa, para que diaxo vou me responsabilizar por 10 ao mesmo tempo? Se já sou uma pessoa preguiçosa, porque vou inventar que quero passar em um concurso público que requer 10 horas de estudo no mínimo?

Não! Não estou falando para você mudar de meta. Só precisamos ter consciência dos motivos que a nossas metas não se realizam. Pelo simples fato de que não organizamos a nossa vida para cumpri-las. Organizar é sintonizar, e sintonizar é escolher, abdicar, chorar um pouquinho por isso, seguir em frente e começar a ver a vida funcionando.

Já sintonizados, aí sim vemos o resultados. Nada atrapalha, pois tudo que não é prioridade ou que está em concordância não consegue mais adentrar aquele pequeno ciclo do nosso foco pessoal. Perceba que quando a rádio está sintonizada, ela pode fazer a música mais bela tocar de forma que nos dê até arrepios. Mas, quando por acaso ela perde a sua frequência ou quando um raio atinge a sua antena, nem a música mais linda é capaz de encantar nossos ouvidos. A vida é assim. Sintonize os seus objetivos de vida, veja o que cabe ou não estar entre as suas prioridades. Veja até onde quer chegar e mude tudo o seu redor. E ai, sim, você poderá ouvir, com seus próprios ouvidos, a sua própria voz embalando a sua rádio.

____________

Bárbara Hellen é jornalista. Troca qualquer coisa um bom livro ou um sábado na praia. Tagarela e cheia das opiniões, adora conversar sobre política e religião… Ou sobre qualquer outra coisa. Ama Fernando Pessoa e cai no clichê ao crer que sim, tudo vale a pena se a alma não é pequena.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Uma resposta para “Vida em sintonia”

  1. É quando o nosso universo pessoal entra em sintonia com o universo que nos circunda… É quando descobrimos que fazemos parte de um todo harmônico, portanto, o corpo não pode seguir se os membros não agem em prol dele! Demora, cansa, mas a cada vitória sobre nós mesmos, vemos o quanto de nós está no mundo e vice-versa: não dá pra para dissociar – a vida flui como um todo ou não flui!

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com