Foto Colunista

POR Andressa Valadares

O poder de uma boa sonequinha

Colunistas / 02.09.15

(Trilha sonora:Tenerife Sea – Ed Sheeran)

Sou uma pessoa relativamente bem humorada. Quase nunca estou de cara fechada, apesar de séria (rs). Para me tirar do eixo, só mesmo duas coisas: fome e sono. Não consigo raciocinar, amar ou fazer qualquer coisa – mesmo as mais banais – quando estou acompanhada por um desses dois encostos. Ou pelos dois ao mesmo tempo.

Sempre acreditei que qualquer problema, por maior que seja, pode muito bem ser curado com o forrar macio do estômago ou o esticar prazeroso das pernas em uma deliciosa e confortável rede. Acredito também que, se todo mundo seguisse essa mesma lógica, pelo menos antes de pensar em se meter em situações polêmicas, teríamos um mundo com seres humanos muito melhores. E mais bem humorados.

Saciar a fome ou simplesmente livrar as pessoas ao seu redor do seu mau humor, tirando algumas horinhas de soneca, são duas coisas que poderiam muito bem evitar guerras; embates facebookianos; esfaqueamento de bonecos infláveis de políticos; brigas de trânsito; e ofensas destinadas à pobre mãe da presidente, que não tem nada a ver com essa presepada toda.

O melhor da vida pode, às vezes, estar escondido sob as nossas pálpebras. Pense que o fechar dos olhos, nem que seja por 15 minutinhos, vai te transportar para um lugar distante, onde não há problemas ou hora marcada. Você e a sonequinha. Você e a sensação onírica de estar em paz, relaxado e em um lugar bem melhor, longe desse barulho todo.

Um mundo onde a prazerosa sesta fosse regulamentada seria um lugar muito melhor de se viver. Seria um lugar de risos e abraços. Seria um mundo em que OK pensar diferente; OK você viver a vida do jeito que você quiser; OK nossas diferenças, vamos sempre estar abraçados.

Então, minha gente, vamos dormir. Se não mais, melhor. Se não melhor, pelos menos dez minutinhos depois do almoço. Vamos deixar essa serotonina circular. E vamos parar de fazer muito barulho por nada. Poupe o mundo do seu mau humor e de suas opiniões desnecessárias, carregadas de raiva e juízo de valor. Pratique a sonequinha e veja como o ser humano pode ser alguém melhor.

________________

Andressa Valadares é jornalista e socióloga de botequim. Acredita no delírio cultural em massa de que a aparente posição do sol, relacionada com as constelações na hora do seu nascimento, de alguma forma afeta sua personalidade.

___________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Seja o primeiro a curtir.

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com