Foto Colunista

POR Bárbara Hellen

Silêncio em Caps Lock

Colunistas / 07.07.15

Você já esteve em algum ambiente com pessoas que estavam falando bem alto? Quando estou com minhas amigas, ficamos tão empolgadas com a nossa companhia que, quando nos damos conta, somos as mais barulhentas do ambiente. É sempre assim, uma começa a falar alto, outra fala mais alto e por aí vai, até que estejamos todas aos berros.

Nas redes sociais também tem sido assim: berramos, em caps lock, nossas opiniões. E nos grupos de Whatsapp? Não há quem deixe de opinar quando o assunto polêmico do momento chega acompanhado de uma foto. A histeria ao nosso redor nos obriga a falar também. Mas, quanto mais houver histeria, maior é o valor do nosso silêncio.

Digo isso por entender do assunto, sou tagarela e cheia das opiniões. Por ser assim, aprendi que certos momentos exigem silêncio. Sem ele, qualquer coisinha vira um furacão, uma palavra mal dita se transforma em machucado incurável. Perdemos pela nossa precipitação.

Ter uma opinião formada sobre qualquer assunto exige tempo. Exige pensamento. Exige reflexão. O mundo de hoje, entretanto, não nos permite dizer: ainda não tenho opinião formada sobre esse assunto. Porque é tudo tão rápido e passageiro que se você demorar muito para formar uma opinião, outro assunto já chegou.

Nessa pressa, cometemos erros. Erros de julgamento em relação aos outros e até em relação ao que estamos sentindo. Deixamos de nos observar, de analisar nossas reações, pois estamos ocupados demais colocando para fora o que deveria ficar dentro.

Quando era mais nova – e aí mesmo não deixava almoço para a janta – contava até 10 segundos antes de responder uma ofensa. Era um pequeno tempo para não falar grosserias. Funcionava.  Porque por mais que 10 segundos fosse um tempo muito pequeno, era qualquer tempo a mais para que eu pudesse me acalmar e evitar brigas que só me faziam mal. Na dúvida, o silêncio.

Ao contrário do que a internet propõem, nós não precisamos externar todas as nossas opiniões. Algumas podem ser só nossas e não há mal nisso. Não deixamos de ser intelectuais e cultos. Pelo contrário, quanto mais em silêncio ficamos, mais sábios somos. Em um mundo em maiúsculo e dividido entre polaridades, quem consegue optar por silêncio saí do olho do furação para ver o furação de um ângulo privilegiado. Em um mundo que grita por tranquilidade, sábio é quem percebe que o silêncio é o filtro necessário para ter paz.

_________

Bárbara Hellen é jornalista. Troca qualquer coisa por uma boa conversa, um bom livro ou um sábado na praia. Ela admite: é tagarela, cheia das opiniões, perfeccionista e organizada. Adora conversar sobre política, mercado de trabalho e religião. Otimista, crê que tudo vale a pena se a alma não é pequena.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Seja o primeiro a curtir.

2 respostas para “Silêncio em Caps Lock”

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com