Foto Colunista

POR Alexandre Maluf

Menos ódio, mais amor

Colunas / 22.06.15

A facilidade ao acesso a informação, a partir da chegada da internet, criou uma grande revolução em nossa sociedade, tanto para o “bem”, quanto para o “mal”. Antigamente, o compartilhamento de informações e opiniões era escasso. A sociedade vivia à sombra da comunicação dominada pela mídia tradicional sem qualquer participação efetiva da população. No máximo, uma carta ao leitor.

A internet mudou tudo isso, fez com que as pessoas pudessem expressar suas opiniões livremente, democratizou a informação. E essa é a parte boa! A liberdade de poder se expressar e compartilhar ideias. Porém, toda essa liberdade adquirida com a rede, trouxe à luz todo tipo de manifestação, inclusive as odiosas. E essa é a parte inevitavelmente “ruim”.

No caso da liberdade de expressão, ela é grandiosa em sua essência, mas em minha opinião, o conteúdo deve ser no mínimo respeitoso. Infelizmente não é o que andamos vendo nas redes sociais, nas quais atualmente pouco se debate, muito se ataca e nada se aprende. Por exemplo, nos assuntos voltados principalmente para a política é comum vermos excessos. Como acontece quando você chama a presidente de anta e vaca, o que só irá fazer de você uma pessoa vazia e sem conteúdo. Racionalidade e civilidade são primordiais para expressar uma opinião de verdade. Ataques chulos não passam de ignorância proferida por ignorantes.

A pauta LGBT é mais um campo minado. Você é cristão? Quem é você para atacar o próximo em nome da palavra de Jesus? Já parou pra pensar que você está fazendo isso errado? Lembre-se, Jesus era amor e acolheu a todos. Aceite e não julgue. Cumpra a palavra direito, ame o próximo! Você é gay? Quem é você para atacar a religião dos outros difamando o Deus que essa outra pessoa acredita? É uma grande besteira pra você? Para o cristão, é a vida dele. Já parou pra pensar que você também está fazendo isso errado? Não dê um “beijo” em Cristo, lhe dê a mão. Assim, deixe toda a responsabilidade de amar ao próximo para quem o ataca.

Agora, no caso da redução da maioridade penal é onde vemos o ódio “espumar” de verdade. Eu particularmente sou a favor. Escrevi recentemente um post expressando minha opinião com algumas ressalvas para o tratamento com o menor infrator e a importância da reclusão por um período maior de tempo. Porém, hora nenhuma fui ofensivo ou desejei a cabeça de alguém. Não vou me juntar na morte com o menor, muito menos na morte com o conservador. Ou seja, não é porque defendo a redução da maioridade que me transformei em mais um “odioso” da internet. Expressei minha opinião com respeito. Entende?

Tudo é questão de como se portar e se colocar mediante a qualquer assunto. Então onde encontraremos o equilíbrio? No meu modo de ver está na educação, no respeito à vida, ao próximo, no amor, no não julgamento, no livre arbítrio, no respeito a individualidade. Em uma opinião, vale sim ironia, acidez e até um sarcasmo bem colocado, porém nunca xingamentos que não passarão de palavras vazias recheadas de ódio.

Pergunto: por que tanto ódio meu amigo? Acalme-se. Respeitemos as diferentes opiniões. Meçamos nossas palavras. Vamos usar a internet para o debate! Vamos compartilhar notícias do bem! E pra finalizar, sejamos pessoas melhores no dia a dia! Sem dúvidas essa é a melhor escola da vida. Menos ódio, mais debate, e muito mais amor.

______________

Alexandre Maluf é Publicitário e comunicador. Atualmente reside em São Paulo e trabalha na área de Marketing e Vendas.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Seja o primeiro a curtir.

3 respostas para “Menos ódio, mais amor”

  1. Exatamente! A maneira que vc fala diz mais de vc que de quem ou do quê estás falando… A internet infelizmente propiciou a irreponsabilidade, pois no manto de um quase anonimato virtual, tudo pode! Falta bom senso, respeito e se colocar no lugar do outro, simples assim!

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com