Foto Colunista

POR Andressa Valadares

Banheiro, o melhor confessionário

Colunistas / 03.06.15

(Trilha sonora: Young Folks – Peter, Björn and John)

A cena é clássica. Você está na festa. Alguma coisa acontece. Você corre. Suas amigas correm atrás. A direção é uma só: o banheiro.

Não existe nada mais simbólico na amizade entre duas mulheres do que as confissões trocadas nesse lugar. Já perdi as contas do volume de lágrimas, da quantidade de risos, das inúmeras fofocas e de quantas amizades momentâneas acumulei no melhor confessionário do universo feminino.

Banheiros e mulheres. Banheiros e melhores amigas. Duas combinações inexplicáveis.

Lembro bem que, nos tempos áureos da minha juventude, banheiro de balada era local sagrado. Era para ele que corríamos quando queríamos conversar algo urgente; chorar; rir até a barriga doer; demorar o tempo que fosse necessário quando a festa não estava lá muito boa; ou até mesmo curar feridas, que só podiam ser anestesiadas com boas doses de tequila e o ombro das amigas nesse lugar com ar de santuário.

Já levantei amigas do chão do banheiro. Já fui levantada também. Aniquilei inseguranças na frente daquele espelho. Desborrei batom e rímel. Perguntei: ‘amiga, tou bonita?’. Tomei decisões. Compartilhei angústias. Saí procurando embaixo da porta aquele sapato conhecido. Bati na porta e encontrei lágrimas e vômito. Resgatei e também fui resgatada.

Ouvi muitos relatos no banheiro. Histórias de desconhecidas. Me meti em algumas delas. Aconselhei. Abracei gente estranha e jurei amizade eterna, apenas por aquela noite. Coloquei o dedo em muitas feridas. Julguei, mas nunca condenei. Saí de lá outra mulher.

As coisas pareciam mais fáceis. O divã estava logo ali. Tem dias que não tem colo de mãe, peito protetor do namorado ou potes de sorvete e barras de chocolate que amenizem a saudade de um tempo em que bastava correr, e elas já estavam lá. Banheiros e elas.

________________

Andressa Valadares é jornalista, repórter do jornal O Estado do Maranhão e socióloga de botequim. Acredita no delírio cultural em massa de que a aparente posição do sol, relacionada com as constelações, na hora do seu nascimento, de alguma forma afeta sua personalidade.

___________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Seja o primeiro a curtir.

2 respostas para “Banheiro, o melhor confessionário”

  1. Exatamente assim! E os homens ainda se perguntam a razão de irmos sempre em comboio ao banheiro kkkkkkkkk

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com