Foto Colunista

POR Juara Castro

Juventude espiritualizada ou religiosa?

Colunas / 13.05.15

Minha geração vem sofrendo com o esvaziamento das relações sociais. Dificilmente temos relacionamentos duradouros ou ficamos por muito tempo na mesma cidade ou emprego. Como superar isso de forma saudável para mente e corpo? O homem é um ser social e a religião é uma das primeiras formas de sociabilidade humana. Muitas das convenções sociais, tabus e leis que norteiam nossos relacionamentos possuem base religiosa ou surgiram a partir de dogmas.

Hoje existe uma busca pela saciedade do espírito. Estamos cheios de trabalhos, planos, sonhos, mas alma e coração estão carentes. De maneira geral, vejo que a dinâmica estressante e competitiva que levamos acaba provocando uma sensação de vazio nas pessoas. Nunca estamos ocupados com projetos realmente nossos, mas sempre nos preocupando em alcançar metas que nunca nos trazem felicidade plena.

Jovens estão buscando a espiritualidade, não necessariamente estão de volta às igrejas. Essa geração faz uso da liberdade também para ter autonomia em trilhar qualquer caminho que os levem a Deus, deuses ou as forças supremas. Alguns não se apegam a seguir e servir uma força maior, mas traçam caminhos e atitudes que os façam crescer como humanos de alma e coração altruístas.

Considero a relação Homem – Deus uma questão de experiência. Algumas pessoas já vivenciaram isso e alimentam essa relação. Outros simplesmente não acreditam que possa existir uma relação baseada no intangível. De forma pessoal, não conseguiria viver acreditando apenas em seres humanos. O universo produz energia, cada “coisa” que habita aqui tem uma razão de ser. Renegar a existência de algo maior e regente é de extremo egoísmo. Buscar a espiritualidade sem fanatismo e julgamento é aceitar que sempre podemos ser melhores.

___________________

Juara Castro da Conceição é Relações Públicas e escreve no Versus Pobres de acordo com o Tempo.

_____________________________________________________________

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do Site BH. Possibilitamos que o leitor conheça opiniões diversificadas sobre os assuntos em pauta nas mídias sociais. Sempre iremos expor visões diferentes para que o leitor se questione, questione o mundo ao seu redor e, principalmente, corra do senso comum. Quer ver o seu texto por aqui? Mande para redacaositebh@gmail.com

Seja o primeiro a curtir.

Deixe uma resposta

*

ARQUIVOS

BH NO INSTAGRAM

FOLLOW @BARBARAHELLEN

BH NO FACEBOOK

www.000webhost.com